2014-12-24

'Empresa me deu um coach muito conservador' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 24/12/2014, com uma ouvinte que entrou num programa de coaching e seu coach é o oposto dela.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Empresa me deu um coach muito conservador'

coaching

Uma ouvinte escreve: "Trabalho em uma empresa que está sempre introduzindo novidades no quesito de relações humanas. E a última delas foi a indicação de um coach para alguns empregados, dentre eles, eu. O coach que me foi designado é um funcionário antigo da empresa, com uma visão ortodoxa e conservadora, e que nunca gostou de correr riscos. Eu sou exatamente o contrário, e por isso, nossas sessões de coaching têm sido uma tortura para mim. O pior é que meu coach irá escrever um relatório quando o processo se encerrar e a avaliação que ele fizer sobre mim poderá me beneficiar ou me prejudicar. Como devo me comportar nessa sinuca?"

Bom, primeiro você deve ficar satisfeita por ter sido incluída nesse programa. Isso significa que a sua empresa tem planos futuros para você.

Segundo, não imagine que o seu coach foi escolhido por acaso. Houve um motivo para colocá-la em contato com alguém cujas características são bem diferentes das suas, em termos de ambição, de atitude e de comportamento. O propósito da empresa é o de fazer você ver como funciona o outro lado. O lado de alguém estável, que desenvolveu a carreira de forma mais lenta, porém segura.

O seu aprendizado então seria o de fazer perguntas, ouvir sem discordar e depois ponderar se tudo o que você vem fazendo é o mais correto. Ou se existe algum benefício que você possa extrair de alguém com outro tipo de visão.

Quanto ao relatório, tudo o que você precisa demonstrar para ser bem avaliada é interesse, respeito e compreensão. É fácil e é como dor de dente. Na hora parece insuportável, mas passa.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin