2014-12-19

'Sou terceirizado e não recebo a mesma atenção que os outros' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 19/12/2014, com um ouvinte que trabalha como terceirizado e reclama que não recebe a mesma atenção que os outros funcionários.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Sou terceirizado e não recebo a mesma atenção que os outros'

sozinho no escritório

Um ouvinte escreve: "Sou o único empregado terceirizado em um grande escritório. Não estou pleiteando equiparação salarial, nem nada disso, porque executo uma função que ninguém mais executa. Também não tenho queixas quanto a meus colegas de trabalho, todos me tratam respeitosamente. Meu mal estar é com relação à direção da empresa. Se há uma reunião, não sou convidado a participar, mesmo quando algo que é discutido nela afetará o meu trabalho. Quando é distribuído um comunicado geral, eu não recebo cópia. No dia do aniversário, cada empregado recebe algum mimo, menos eu. Pergunto se isso é somente falta de sensibilidade da direção ou se existe algum direito legal que eu tenha e não saiba?"

Você tem todos os direitos previstos em lei, mas eles devem ser proporcionados pela agência de terceiros que mantém você sob contrato, e não pelo escritório que contratou o serviço de terceirização.

Agora, se você assinou um contrato direto com o escritório como terceirizado, você pode ter uma possível causa se trabalhar em período integral, ter um chefe direto que é funcionário do escritório e executar uma atividade fim, isto é, as suas tarefas têm tudo a ver com a natureza dos serviços do escritório. Se for isso, converse com um advogado trabalhista e ele lhe orientará.

E se for muito isso, o escritório não está somente sendo insensível com relação ao tratamento que está lhe sendo dado, mas também míope em relação ao passivo trabalhista que a sua situação possa estar gerando.

Max Gehringer, para CBN.


No comments:

Blog Widget by LinkWithin