2014-12-30

Poemas - Vento 2

Poema que fiz junto com uma ilustração, como um experimento.

poemas - vento

Vento

Vento que emaranha os cabelos da menina,
Que ergue a saia da moça em tom de brincadeira.
Vento que traz o sol dissipando a neblina,
Que aumenta ou apaga a chama da fogueira.

Vento que carrega palavras, sorrisos e sussurros,
Que lhe envolve como um abraço carinhoso e sensual.
Vento que carrega confissões, segredos e urros,
Que leva e traz, do mais importante ao banal.

Vento que como um beijo suave, toca a pele descoberta,
Que efêmero e fugaz, nunca se sabe, só tem hora incerta,
Mas que deixa por onde passou, a sua lembrança.

Vento que leva balões coloridos ao infinito distante,
Que beija, acaricia e abraça a garota num instante,
E que rodopiando, eleva ao ar esta nossa dança.

====================================================================================

poemas - vento

A ilustração em tamanho maior pode ser vista lá no meu DeviantArt.


2 comments:

Catarina Oshua said...

Gostei do poema e da ideia de transforma-lo em um desenho. Parabéns.

Andarilho said...

Obrigado

Blog Widget by LinkWithin